That Girl: "O que eu sinto por ti também não tem explicação possível"

sexta-feira, novembro 4

"O que eu sinto por ti também não tem explicação possível"




"Começo-me a aproximar do rochedo que dá a melhor vista para o mar, a vista perfeita para o pôr do sol. Quando me aproximo vislumbro uma sombra no mesmo rochedo para onde eu ia. Conheço aquela sombra ao longe, já sei que és tu. Pensámos no mesmo, ver o pôr do sol neste dia que já foi tão importante para nós. E agora? O que faço? Volto para trás, vou para outro rochedo ou vou ter contigo? Involuntariamente os meus pés seguem o caminho que levam a esse rochedo que já assistiu a tantas juras nossas de amor. Quando me aproximo ainda mais reparo que não dás pela minha presença, mas também ainda estou longe. Sinto que estás demasiado mergulhado nos teus pensamentos. Serão os teus pensamentos iguais aos meus? Será que te lembraste do dia que era hoje?
Cada vez caminho mais lentamente para apreciar a tua beleza. Como ficam dourados os teus cabelos com a pouca luz que o sol reflete neles. Sei que, neste momento, os teus olhos estão cor de mel pois ficavam assim sempre que vínhamos para este rochedo apreciar o pôr do sol. Observo as tuas mãos. As mãos que já me fizeram sentir viva quando eu mais achava que estava morta. As mãos que me fizeram sentir coisas nunca antes sentidas por mim. As mãos que me faziam sentir segura e confortável.
Assim que chego perto de ti, dás conta da minha presença e olhas-me nos olhos, como nunca antes olhaste. Parece que, desta vez, olhaste mais ao fundo. Sinto que, agora, conseguiste ver a minha alma que está tão preta como a noite sem a luz da lua. Pedes que me sente perto de ti para vermos o pôr do sol juntos, tal como o fizeste no primeiro dia. Sentei-me ao pé de ti e comecei logo a sentir o cheiro do teu perfume. O mesmo perfume que usavas quando ainda estávamos juntos. Aos poucos, vou sentindo a tua mão a pousar sobre a minha e a fazer pequenos gestos de carinho. Logo de seguida, e sem dar por ela, sinto os teus lábios contra os meus mesmo quando o sol se pôs. Sempre tiveste o timing perfeito. Ao contrário da noite escura e fria que aí vinha, a minha alma ganhava mais cor, mais vida. Gostava que este beijo não tivesse significado nada e que nada do que eu sentia por ti voltasse à superfície. Mas nem sempre é da maneira que nós gostávamos que fosse e este beijo fez com que tudo voltasse à tona como se fosse algo leve, quando, na verdade, o peso do que eu sinto por ti é enorme. Na vida há coisas inexplicáveis assim como o que eu sinto por ti também não tem explicação possível..."


É verdade, voltei aos meus textos. Este texto não tem qualquer ponta de verdade, é simplesmente fictício e foi inspirado em várias imagens do Tumblr!

O que acharam?

O que acharam do novo design do blog?

10 comentários:

  1. Quanto ao design, muito clean!
    Em relação ao texto, acho que deves continuar a escrever :p

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
  2. Adoro a tua forma de escrever, continua!
    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Há giveaway Oriflame a decorrer no blog :)

    ResponderEliminar
  3. A tua forma de escrever é fantástica, adorei o texto. Continua assim, está a ir bem :)

    www.daysstyle.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Adorei o texto!
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Que legal a forma em que você escreve, ficou um giro rs.
    Um beijo, e parabéns pelo belo texto, escreva mais.
    Esteticando-se

    ResponderEliminar
  6. Gosto tanto dos teus textos, tens uma forma única de escrever, adoro!

    www.daysstyle.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelo teu comentário! É muito importante!